Hoje morreu em Belo Horizonte, meu avô, Lugmar Passos Veira, artista plástico, 83 anos. O que se desatou num só momento não cabe no infinito,  e é fuga e vento. Encerra-se vida e obra. 
Pastel seco, 1979.

Hoje morreu em Belo Horizonte, meu avô, Lugmar Passos Veira, artista plástico, 83 anos. O que se desatou num só momento não cabe no infinito,  e é fuga e vento. Encerra-se vida e obra. 

Pastel seco, 1979.

  1. ricardoavellar publicou esta postagem